Tendências 2020 para o Alojamento Local

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Tendências para o alojamento local em 2020

Já conhece as tendências para alojamento local em 2020?

Com o início de um novo ano surgem novas inovações e tendências em todas as indústrias e o mercado do alojamento local não é diferente.

Depois do boom que se verificou nos últimos anos, a previsão é que as indústrias hoteleiras e de alojamento local continuem a crescer a um ritmo estável. Segundo dados do Turismo de Portugal, existem, neste momento, cerca de 90 mil alojamentos locais registados no nosso país, comparado com 24 mil em 2015 – um aumento exponencial de 375% em apenas 4 anos.

Face a esta crescente competitividade do setor, torna-se ainda mais importante conhecer as principais tendências para alojamento local, de forma a estar um passo à frente dos seus concorrentes.

Aqui ficam as principais tendências que vão definir o futuro da gestão de alojamentos, em 2020:



1. Reservas Diretas

As Online Travel Agencies (como o Booking, AirBnb ou Expedia) continuam a ter enorme relevância e peso neste setor. Para além de conseguir expor o seu AL em diversas plataformas e obter um alcance a nível mundial, os turistas também conseguem consultar o feedback de outros utilizadores e comparar preços de forma imediata.

Porém, nem tudo é um mar de rosas. Estar exclusivamente dependente destes canais, é o mesmo que estar limitado a pagar as comissões que lhe forem impostas.

A tendência para 2020 é que cada vez mais proprietários de alojamentos locais desenvolvam o seu próprio canal de reserva, cortando assim os custos com o intermediário e focando-se em desenvolver a sua própria identidade. Desenvolver o seu canal implica um investimento monetário e de recursos mas que poderá gerar um ótimo retorno a médio e longo prazo e dar-lhe mais margem de up-selling e cross-selling.

A ideia não é abandonar os outros canais de reserva, mas desenvolver a sua própria marca e depender menos das OTA’s. O mais importante é não colocar os ovos todos no mesmo cesto e desenvolver uma estratégia global e equilibrada.



2. Experiências locais

Esta tendência para 2020 parte dos estudos efetuados aos consumidores e tem vindo acompanhar o crescimento dos últimos anos: Os turistas preferem cada vez mais experimentar o modo de vida autêntico no local que visitam, do que ficarem hospedados num alojamento luxuoso ou de segmento mais elevado.

E se os alojamentos locais já são por si só uma experiência genuína e local, por outro lado, o nosso país tem excelentes condições culturais para se tornar um aliado perfeito. Esqueça os guias turísticos corriqueiros e pense em atividades, locais de lazer, restaurantes e bares frequentados por locais, e sugira aos seus hóspedes como alternativa. Pode e deve também questionar várias agências de viagem e conhecer as suas soluções.



3. Personalização das estadias

A personalização é uma tendência transversal a várias indústrias para 2020, e o setor da hospitalidade não fica indiferente. Com a progressiva popularização de “big data” (enormes conjuntos de dados e informações), existe um certo receio por parte dos consumidores de se tornarem mais um número no meio de tantos.

Se tiver um canal de reserva próprio, pode disponibilizar um conjunto de preferências aos seus hóspedes no momento da reserva – intolerâncias, alergias, lugar de estacionamento e berços são apenas alguns exemplos.



4. Sustentabilidade

Enquanto consumidores, temos cada vez mais consciência do impacto ambiental que causamos e da necessidade de adotar um estilo de vida sustentável. Consequentemente, a tendência em 2020 é que cada vez mais turistas procurem soluções ecológicas e amigas do ambiente, independentemente do segmento de alojamento.

A grande vantagem é que enquanto proprietário ou gestor de alojamento local, pode começar a implementar esta tendência a qualquer momento e com pequenas mudanças.



Algumas sugestões:

Reveja todos os consumíveis embalados em plástico que disponibiliza em cada estadia, e avalie a possibilidade de trocar por outros materiais mais ecológicos.

Sensibilize os seus hóspedes a reutilizar toalhas de banho e solicitar mudanças de roupa de cama menos frequentes.

Troque as lâmpadas principais por lâmpadas Smart LED que se apagam automaticamente quando os hóspedes saem. Se possível, invista em energias renováveis e instale painéis solares. Para além de ajudar o ambiente, terá um retorno no seu investimento a médio / longo prazo.



5. Fechaduras Electrónicas

mão-a-agarrar-telemovel-a-abrir-a-porta-com-fechadura-electronica-homeit

A última tendência que destacamos em 2020 para alojamento local, são as fechaduras electrónicas.

Com o crescimento rápido do mercado do alojamento local, surgem cada vez mais ofertas muito atrativas ao nosso lado. Com uma pesquisa rápida no Airbnb, conseguimos encontrar apartamentos e quartos a preços muito competitivos o que cria alguma dificuldade em acompanhar o mercado.

Com toda esta concorrência, os gestores de AL procuram soluções para automatizar uma das tarefas que consome mais custos na gestão de uma propriedade. A entrega e recolha de chaves.

Desta maneira, a utilização de fechaduras electrónicas (inteligentes), surge como uma grande tendência para 2020 pois permite aos gestores de propriedades poupar imenso dinheiro na gestão de entrega e recolha de chaves. Veja aqui como a gestora de AL, Filipa Aguiar, melhorou os seus alojamentos locais.



Alguns problemas resolvidos com a homeit:

– Hóspedes que perdem as chaves e que se esquecem no interior;
– Alterações de última hora no horário de chegada dos hóspedes;
– Falta de staff para receber o hóspede a determinadas horas;
– Controlar horário de entrada das limpezas;
– Entrega de chaves em limpezas de emergência;

As tendências são meros indicadores do mercado, pelo que não deverá levar como dados adquiridos e comprovados. O consenso geral é que a indústria de hospitalidade está a mudar, a evoluir rapidamente e precisa de se reinventar para explorar oportunidades e lidar com os desafios que enfrenta.

Deixar uma resposta